Mostrando postagens com marcador Português. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Português. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Plano de aula Português - Poesia e Pontuação


PLANO DE AULA LÍNGUA PORTUGUESA
GÊNERO TEXTUAL: POESIA
PONTUAÇÃO - RETICÊNCIAS
4° ANO - ENSINO FUNDAMENTAL

COMPONENTES CURRICULARES
Língua Portuguesa


CAMPOS DE ATUAÇÃO
Artístico literário


PRÁTICAS DE LINGUAGEM
Leitura/escuta (compartilhada e autônoma)


OBJETOS DO CONHECIMENTO - CONTEÚDOS
Apreciação estética/Estilo;
Formas de representação.
Pontuação

OBJETIVOS DA APRENDIZAGEM
Apreciar e identificar poemas visuais e concretos, observando efeitos de sentido  criados pelo formato do texto na página, distribuição e diagramação das letras, pelas ilustrações e por outros efeitos visuais, a fim de compreender, gradativamente, as formas de representação desses textos.
Identificar e diferenciar, na leitura de textos, vírgula, ponto e vírgula, dois-pontos e reconhecer o efeito de sentido que decorre do uso de reticências, aspas, parênteses, de modo a aperfeiçoar, progressivamente, a compreensão e o uso da pontuação em suas produções, incorporando conhecimentos básicos sobre a língua, como ortografia e pontuação.

CONTEÚDO
Estilo; Formas de representação de textos poéticos visuais e concretos.
Identificação e diferenciação em textos dos sinais de pontuação: vírgula, ponto e vírgula, dois pontos e uso de reticências, aspas, parênteses.


ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO
Iniciar a aula com a rotina da turma: oração, calendário, leitura de painéis.

Realizar com a turma a leitura do poema:



1) Leia o texto com atenção e responda:
a) O texto foi organizado em versos e estrofes, portanto, qual o gênero textual utilizado pelo autor?
___________________________________________________________________________

b) Quantos versos há no poema?
___________________________________________________________________________

c) Quantas estrofes?
___________________________________________________________________________

d) Como a vovó se sente quando os netos invadem sua sala?
___________________________________________________________________________

2) Observe as ilustrações e descreva, com suas palavras, como a avó se sentia:

Observe as imagens e leia com atenção: 
 
4) Releia os primeiros versos do poema:
A avó, que tem oitenta anos,
Está tão fraca e velhinha! . . .

Observe o uso das reticências (...) Você leria de modo diferente se ele não fosse encerrado por reticências?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

As reticências podem indicar a continuidade de uma ação ou de uma enumeração, a suspensão ou a interrupção de um pensamento, ou ainda hesitações, dúvidas do falante, citações incompletas ou mesmo pausas comuns na linguagem falada.

5) Sublinhe no poema os versos que apresentam reticências.

6) Em qual destas frases as reticências indicam a interrupção de um pensamento?
a) Vamos... Não... Talvez... Melhor amanhã.
b) Hoje é dia de ... entrevista!
c) Ela aceitou participar da entrevista acreditando que ...

7) Pesquise, em livros, jornais ou revistas, três frases em que são usadas reticências. Reescreva-as em seu caderno e explique a função dessa marca de pontuação em cada uma das frases escolhidas.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________





AVALIAÇÃO: Ocorrerá durante a participação e execução das atividades.
 
RECURSOS: Folhas impressas, dicionário

REFERÊNCIAS: 
- Poesias Infantis - Olavo Bilac
- Blog: professorajuce.blogspot.com

sábado, 4 de abril de 2020

5º Ano - Língua Portuguesa - Gênero Textual - RECEITA

PLANO DIÁRIO - 5º Ano Ensino Fundamental 
LÍNGUA PORTUGUESA
Gênero Textual - RECEITA

DIREITOS AUTORAIS: PROFESSORAJUCE.BLOGSPOT.COM

COMPONENTES CURRICULARES
Língua Portuguesa

CAMPOS DE ATUAÇÃO
Todos os campos de atuação

PRÁTICAS DE LINGUAGEM
Leitura/escuta (compartilhada e autônoma)

OBJETOS DO CONHECIMENTO - CONTEÚDOS
Estratégia de leitura;
Localização de informações explícitas.


OBJETIVOS DA APRENDIZAGEM
Identificar e interpretar informações explícitas em diferentes gêneros discursivos, como requisito básico para a compreensão leitora.

ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO
Iniciar a aula com a rotina da turma: oração, calendário, leitura de painéis.

LIBERTE UM TEXTO!
Prepare uma gaiola simples para receber os textos que você irá selecionar. Pinte a gaiola com a cor desejada, usei tinta spray.

Decore a gaiola como desejar. 
Usei e.v.a. para as flores e os pássaros (não tenho molde)
e papel para a placa.

Fiz recorte em livros antigos específicos para este uso, retirando deles textos para compor nossa coleção de textos que deverão ser libertados um a cada dia.
Depois que recortei os textos, colei-os em papel colorido, amarrei com fitilho e coloquei dentro da gaiola.


Cada dia, escolhemos um colega da sala para libertar um texto! 

Na sala de aula, realizar a leitura do texto:

Gênero textual ‘Receita’
É um texto instrucional, ou seja, ensina como fazer ou utilizar algo, por exemplo:
- receita de um bolo
- passo a passo de uma brincadeira
- como se monta uma dobradura

A receita de um alimento é um gênero textual composto de duas partes bem definidas: Ingredientes e Modo de preparo, que, por sua vez, podem ou não vir indicados por títulos.
Na primeira parte, na qual se encontram relacionados os ingredientes, estipula-se as quantidades necessárias para realizar a receita.
Essas quantidades vem descritas em unidades de medidas, como: gramas, mililitros, litros, xícaras, colheres, pitada, entre outras.
Já na segunda parte, em que se descreve como proceder na receita, ou, em outras palavras, o modo de fazer, os verbos quase sempre se apresentam no modo imperativo, ou seja, expressando ordem, conselhos. Essa parte do passo a passo, indica a sequência dos procedimentos e da junção dos ingredientes a ser seguida para se obter o melhor resultado da receita.

No primeiro momento, iniciar uma conversa com os alunos, na busca de trocar informações com os mesmos sobre o assunto a ser abordado e verificar o nível de conhecimento da turma.

Nesta fase, é interessante instigar os alunos a socializar suas ideias. Para isso, propõe-se que sejam levantadas as seguintes questões que deverão ser respondidas no caderno:

1) O que vocês acham que é uma receita?
2) Para que serve uma receita?
3) Porque alguém escreve uma receita?
4) O que faz com que um texto seja considerado uma receita?
5) Que características esse tipo de texto possui que o torna diferente de outros tipos
de textos?
6) Quais são as partes que compõem uma receita?
7) Qual sua receita preferida?
8) Realize a escrita de um ditado com o tema: Do que precisamos para preparar receitas?


(O professor deverá escolher as palavras que serão escritas pelos alunos)

Realizar a leitura da receita:

Massa de pizza
Ingredientes
2  ½ de xícara de farinha de trigo
1 colher e sopa de fermento de pão
¾ de xícara de leite morno
¼ de xícara de leite morno
¼ de xícara de óleo ou azeite
1 pitada de sal

Modo de preparo
Dissolva o fermento no leite morno, acrescente aos poucos a farinha de trigo, o sal e o óleo. Misture os ingredientes e amasse.  Deixe descansar até crescer.
Coloque em uma forma para pizza, abra a massa e asse por 15 minutos antes de colocar o molho de tomate e o recheio de sua preferência.

Rende 8 pedaços

a) Qual a leitura de cada uma das frações que aparecem na receita?
b) Na culinária podemos utilizar vários instrumentos para medir. Qual instrumento de medida está associado às frações nessa receita?
c) O que significam as frações representadas na receita em relação à unidade de medida utilizada?
d) Reescreva a receita com as quantidades de ingredientes adequadas para distribuirmos um pedaço de pizza para cada um, sendo que ao total temos 16 pessoas.


TAREFA
Realizar pesquisa e trazer para a próxima aula a sua receita preferida.

AVALIAÇÃO: Ocorrerá durante a participação e execução das atividades. Durante a atividade do ditado, observar e registrar no livro de registros como foi a atividade.

RECURSOS: Folhas impressas

REFERÊNCIAS:
https://www.orientarcentroeducacional.com.br/noticias/trabalhando-o-genero-textual-receita-de-bolo-de-chocolate-na-aula-de-redacao-da-turma-do-3o-ano-b-vespertino.html

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

PLANO DE AULA - 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL - SEQUENCIA DIDÁTICA - DINOSSAUROS

PLANO DE AULA - 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL - SEQUENCIA DIDÁTICA  - DINOSSAUROS

COMPONENTES CURRICULARES
Língua portuguesa
Matemática
Arte

OBJETOS DO CONHECIMENTOS
LÍNGUA PORTUGUESA
Análise linguística/semiótica - (Ortografização)
Reconhecimento da função social, do contexto de produção e de circulação de diferentes gêneros da esfera cotidiana. Memorizar a grafia correta de palavras de uso frequente nas quais as relações fonemagrafema, domínio do sistema alfabético e das convenções ortográficas, de acordo com a norma-padrão

MATEMÁTICA
Ler, escrever e ordenar números naturais até a ordem das centenas de milhar com compreensão das principais características do sistema de numeração decimal.
Ler números que estão presentes nos diferentes gêneros textuais e em diferentes contextos, até a ordem das centenas de milhar, para compreender aspectos da realidade social, política, cultural e econômica.

ARTE
Elementos da Linguagem

OBJETIVOS
Agrupamentos e reagrupamentos: dezena, centena, unidade de milhar, dezena de milhar e centena de milhar.
Identificar a função social de diferentes gêneros discursivos que circulam em campo da vida social dos quais participa cotidianamente
Grafar palavras utilizando regras de correspondência fonemagrafema regulares, contextuais e morfológicas e palavras de uso frequente com correspondências irregulares, a fim de, progressivamente, adquirir o domínio da ortografia padrão
Realizar composições artísticas, tendo como referência, não como modelo, obras de arte ou objetos artísticos de alguns diferentes períodos (Pré-história à Contemporaneidade, ser a obrigatoriedade de ser linear) para compreender o conceito de bidimensional e tridimensional.



ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO

1º MOMENTO


Observe o número:
47.865

1) Com base nesta informação responda as questões abaixo:

a. Quantas ordens possui este número? ____________________________

b. E quantas classes? ____________________________

c. Quais são os algarismo das unidades simples? ________________________

d. Qual é o algarismo das dezenas de milhar? ____________________________

e. A que classe pertence o algarismo 8? ____________________________


2) Escreva alguns algarismos formados por;

a) Sete dezenas e seis unidades = ____________________________

b) Oito centenas, três dezenas e dois = ____________________________

c) Três unidades de milhar, duas centenas e seis unidades = ____________________________

d) Oito unidades de milhar, cinco centenas, três dezenas e uma unidade =___________________

e) Vinte dezenas de milhar, cinco centenas, três dezenas e nove unidades =_________________



3) Qual é o maior número que podemos criar utilizando os algarismos 5 8 2 0 1 sem repetir nenhum número? ___________________
4) Observe o modelo e continue:

a) 8,5 milhões = 8.500.000

b) R$ 15,5 milhões = _______________

c) 3,7 mil = _______________

d) 4,2 mil = _______________

e) 77,7 milhões = _______________


4) Os “números grandes”, com várias ordens e classes, são muito usados em informações científicas. Os dinossauros começaram a habitar a Terra há cerca de 231.000.000 de anos.

1) Observe o número citado e responda:

a) Quantas ordens tem esse número? _______________
b) Qual é a ordem do número 1? ___________________
c) Qual é o algarismo da 8ª ordem? _________________
d) Quantas classes tem esse número? _______________
e) Como é a decomposição desse número? ___________
f) Como é a leitura desse número? __________________
g) Qual valor posicional do algarismo 3? _______________


2º MOMENTO

Aprendemos que os “números grandes”, com várias ordens e classes, são muito usados em informações científicas. Os dinossauros começaram a habitar a Terra há cerca de 231.000.000 de anos. Agora, leia com atenção o texto e responda:

a) O que significa a palavra dinossauro?
b) Em que período eles viveram?
c) Como se alimentavam?
d) Quando encontraram o primeiro dinossauro brasileiro?
e) Quando foram extintos? Como?
f) O que são fósseis?

TAREFA
Os alunos deverão apresentar os dados coletados para a turma, na forma de seminário.



3º MOMENTO

Convidar a turma a assistir o filme:
Park dos dinossauros.

Na sala de aula, realizar a atividade: DITADO

Tiranossauro rex
Velociraptor
Triceratops
Braquiossauro
Espinossauro


CADERNO DE REGISTRO – DITADO
Os benefícios dos ditados para as crianças: Melhora a atenção, a concentração aumenta, melhora a ortografia, ajuda a melhorar a linguagem, maior capacidade ativa, ajudam a auto-correção, melhora a compreensão auditiva
         

AGORA QUE VOCÊ JÁ ASSISTIU O FILME PARK DOS DINOSSAUROS, LEU UM TEXTO CIENTÍFICO SOBRE ELE E  JÁ CONHECE MAIS SOBRE OS DINOSSAUROS ATRAVÉS DE SUA PESQUISA, É A VEZ DE FAZER UM DINOSSAUROS FIGURATIVAMENTE UTILIZANDO DIFERENTES MATERIAIS ARTÍSTICOS.


AVALIAÇÃO
A avaliação será feita através da observação ao longo de todo o processo de envolvimento dos alunos nas atividades desenvolvidas.


REFERÊNCIAS:
- Livro – ápis Matemática – 5º ano – página 31
Encontrado em:
https://brasilescola.uol.com.br/animais/dinossauros.htm
https://escolakids.uol.com.br/ciencias/dinossauros.htm

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

PLANO DE AULA - 3º Ano Fundamental - O GRANDE RABANETE

PLANO DE AULA - 3º Ano Fundamental
O GRANDE RABANETE


Área do conhecimento:
Matemática;
Língua portuguesa
Educação física;
Artes;

Conteúdos:
Conhecimento progressivo dos sistemas básicos do movimento corporal: força, velocidade, coordenação, ritmo, flexibilidade, equilíbrio, agilidade, resistência e relaxamento
Problemas envolvendo diferentes significados na adição, subtração, multiplicação e divisão
Produção de frases e textos individual e ou coletivo explorando: tipologia textual, unidade temática e segmentação das palavras;
Planejamento do texto
Composição visual bidimensional - desenho

Objetivos:
Realizar atividades de aquecimento e alongamento para preparar o corpo para a atividade esportiva
Reconhecer potencialidades e limites do próprio corpo, adotando procedimentos de segurança
Problemas envolvendo diferentes significados na adição, subtração, multiplicação e divisão
Organizar com a colaboração do professor o texto que será produzido;
Resolver problemas envolvendo diferentes significados na adição, subtração, multiplicação e divisão
Ouvir, com atenção e interesse, a leitura de textos literários de gêneros e autores variados, feita pelo professor;
Expressar-se através do desenho


Desenvolvimento:

1º MOMENTO
Iniciar com a rotina;
Atividades:
Realizar leitura do livro para a turma, sem revelar o final.
 De Tatiana Belinky, ilustrado por Claudius.
São Paulo: Editora Moderna, 2002.

Interpretação do texto:
a) O que podemos observar na capa do livro?
b) Qual o nome da história?
c) Quem é a autora?
d) Quem ilustrou a história?
e) Qual editora publicou o livro?
f) O que as pessoas e os animais fazem na capa do livro?
g) Do que trata este livro?
h) Como você acha que a história termina? Que final você daria a história?

Clique aqui para baixar o livro em PDF O GRANDE RABANETE

A história também poderá ser contada com teatro, colocando máscaras nos alunos.

Atividades
1 – Substantivo Próprio é o substantivo que distingue os seres dentro de uma espécie ou categoria. Indicam seres, países, estados, sendo grafados com letra maiúscula. Use sua criatividade e dê nomes próprios aos personagens abaixo:
Vovô –
Vovó –
Neta –
Cachorro –
Gato –

2 - São dois os graus do substantivo: grau diminutivo e grau aumentativo. O grau diminutivo indica uma pessoa, objeto ou animal de tamanho pequeno. O grau aumentativo indica uma pessoa, objeto ou animal de tamanho grande. Coloque as palavras abaixo no aumentativo e no diminutivo:
Vovô –
Vovó –
Neta –
Cachorro –
Gato –
3 – A função do Adjetivo é qualificar o substantivo! Dê qualidades aos personagens abaixo:
Vovô –
Vovó –
Neta –
Cachorro –
Gato –

4 – Agora, preste bem atenção nas palavras e escreva corretamente: DITADO




Recursos: folhas impressas, livro o grande rabanete.

Avaliação: Se dará através da participação nas atividades.


2º MOMENTO
Desenvolvimento
1ª etapa
Sentar com os alunos em uma roda e conversar sobre o livro O grande rabanete, concluindo a leitura, observar que cada um foi ajudar o vovô do seu jeito, conversar também sobre as capacidades físicas do  corpo, que são a flexibilidade, força, agilidade, resistência e coordenação motora. Perguntar em quais movimentos elas estão presentes  no dia a dia. Sugerir que as crianças se levantem, realizem alguma dessas capacidades e experimentem esses movimentos e falem quais as partes do corpo são acionadas para a realização de cada uma delas. Com a turma espalhada pela quadra ou pelo local em que ocorre a aula, dar comandos para que realizem os movimentos discutidos, como se espreguiçar, caminhar, saltar, entre outros.

Iniciar com a alongamento e aquecimento – movimentos que alonguem o corpo e ginástica como: pé de chinelo para aquecer.

Carrinho de mão: Trace duas linhas no chão, uma de largada e outra de chegada. Os participantes dividem-se em pares e se colocam atrás da linha de largada. Todos contam até três e um corredor de cada dupla se abaixa, estica as pernas para trás e apoia as mãos no chão. O outro corredor levanta as pernas do parceiro e as duplas começam a correr, um com os pés e o outro com as mãos. Quem cair volta à posição de largada. Vence quem chegar à linha de chegada primeiro.

Corrida do saco: Dividir a turma em duas equipes. Cada equipe deverá ter seu representante. O representante deverá entrar num saco e pular até o local marcado e voltar. Vence a equipe que conseguir que todos os componentes brinquem primeiro.

De volta a sala de aula, os alunos deverão registrar através de desenho.

Recursos: saco de pano, quadra

Avaliação: Se dará através da participação e no registro das brincadeiras.


3º MOMENTO
Desenvolvimento
A multiplicação é uma das operações básicas da aritmética. Consiste em multiplicar sucessivas vezes um mesmo número, obtendo um resultado do produto.

SITUAÇÕES PROBLEMAS
1) Vovô gostou muito do rabanete e resolveu plantar em um canteiro, depois de 30 dias ele colheu 3 caixas com 12 rabanetes cada uma. Quantos rabanetes ele colheu ao total?
2) Comprei na livraria o livro “O grande rabanete” por 33 Reais. Se eu levei 2 notas de 10 Reais e 1 nota de 20 Reais, qual o valor do meu troco?
3) Minha tia comprou o mesmo livro parcelado em 3 vezes de 14 Reais. Quanto ela pagou pelo livro?
4) Um feirante comprou 1 centena e meia de alface, 1 centena de repolho e duas centenas e meia de cheiro verde. Quantas unidades ele comprou ao total?
5) Em uma horta foram colhidos 274 rabanetes. Se forem colocados em 3 caixas, quantos rabanetes ficarão em cada caixa? Quantos rabanetes irão sobrar?
6) A vovó de Marcela completou neste ano 75 anos. Em que ano ela nasceu?
7) Alice tem 12 anos a mais que sua prima que completou 5 anos. Quantos anos Alice tem?
8) Um restaurante usa para uma boa salada, duas dezenas de folhas de alface e 5 limões. Se fizer o dobro de salada, quantas unidades precisará de cada item?

Recursos: folhas impressas

Avaliação: Se dará através da participação e no registro das atividades.


4º MOMENTO
Desenvolvimento
Explicando o Gênero
A receita é um gênero textual que apresenta duas partes bem definidas – ingredientes e modo de fazer -, que podem ou não vir indicadas por títulos.

Características da RECEITA:
- Contém título;
- Normalmente apresenta uma estrutura constituída de: título, ingredientes e modo de preparo ou de fazer;
- No modo de fazer, os verbos geralmente são empregados no imperativo;.
- Pode conter indicação de calorias por porção, rendimento, dicas de preparo ou de como decorar e servir, etc.
- A linguagem direta, clara e objetiva;
- Emprega o padrão culto da língua.

TAREFA
Pesquise com sua família uma receita e escreva abaixo com capricho.


Recursos: folhas impressas

Avaliação: Se dará através da pesquisa e no registro das atividades.

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Plano de Aula - 3º Ano - Camilão, o comilão

Plano de Aula - 3º Ano - Ensino Fundamental
De acordo com Nova BNCC

Área do conhecimento:
Português;
Matemática;
Educação física;
Artes;

Conteúdos:
Produção de frases e textos individual e ou coletivo explorando: tipologia textual, unidade temática;
Unidades fonológicas;
Leitura, escrita, comparação e ordenação de números naturais - Composição e decomposição de números até a ordem das centenas
Problemas envolvendo diferentes significados na adição, subtração, multiplicação e divisão
Apreciação de texto literário;
Jogos de salão;
Expressão gráfica;

Objetivos:
Organizar com a colaboração do professor o texto que será produzido;
Dominar progressivamente as irregularidades ortográficas;
Compor e decompor números decimais até a ordem das centenas
Promover a reflexão dos alunos ao realizar operações envolvendo sistema decimal de numeração.
Resolver problemas envolvendo diferentes significados na adição, subtração, multiplicação e divisão
Ouvir, com atenção e interesse, a leitura de textos literários de gêneros e autores variados, feita pelo professor;
Produzir um convite com a colaboração do professor;
Conhecer e praticar o jogo da trilha;
Expressar-se e representar por meio de desenho diversas vivências, utilizando diferentes superfícies e materiais;

Desenvolvimento:
LÍNGUA PORTUGUESA E ARTES:
Iniciar com a rotina;
Atividades:
Realizar leitura do livro:
Dica - Para criar mais suspense, gosto pela leitura e pelas histórias, não conte o final do livro no primeiro dia que trabalhar com o plano de aula.  As crianças poderão levantar hipóteses sobre o final do livro.


Clique aqui para baixar

Conversar com os alunos sobre o livro.

INTERPRETAÇÃO DO LIVRO CAMILÃO, O COMILÃO.
Ouvimos hoje a leitura do livro: Camilão, o comilão. Agora, com base na leitura que realizamos e em suas observações, responda:
a) O que vemos na capa do livro lido?
b) Qual o nome da história?
c) Quem é a autora?
d) Quem ilustrou a história?
e) Qual gênero textual que o texto traz?
f) Do que tema essa história trata?
g) Como você acha que vai terminar a história?
h) O que é alimentação?
i) Vocês já ouviram falar em alimentação saudável?
j) Quais alimentos são bons para a saúde? Quais alimentos podem prejudicar a saúde?
Responda se é fato ou apenas uma opinião:

FRASE SOBRE A HISTÓRIA:
Usando como base: Tempo – espaço (lugar) – personagem – ação – pontuação necessária. Crie frases sobre a história usando as palavras abaixo:
Porco 
Burro 
Cachorro 
Guardanapo 

 DITADO:
 


ARTES
ILUSTRAÇÃO DA HISTÓRIA: CAMILÃO, O COMILÃO.

Realizamos a hoje a leitura do livro: Camilão, o comilão. Agora, realize uma bela ilustração para a história.



MATEMÁTICA:

Na história do livro Camilão, o comilão, conta-se que ele tinha muitos amigos? Mas, e você? Tem muitos amigos?
Brincaremos de:

SEMEANDO FUTURO - MATEMÁTICA
QUEM SENTA AO MEU LADO?
Como brincar?
- Trocaremos os nomes dos amigos por numerais. Colocar estes numerais escritos com caneta e colado fita adesiva na camiseta das crianças. Usar números com centenas.
- Colocar a turma organizada em cadeiras formando um círculo, com uma cadeira sobrando.
- Quem tiver com a cadeira sobrando do seu lado direito terá que escolher qual amigo sentará ao seu lado, chamando-o apenas pelo número.
- A brincadeira acaba quando todos forem chamados.


SITUAÇÕES PROBLEMAS - CENTENAS

1 - Camilo comprou do sítio da dona Teresa para revender na feira 1 centena de melancia, 5 dezenas e 6 unidades de potes de mel, 4 dúzias de litros de leite. Quantas unidades ele comprou ao total?

2 - Para transportar o milho produzido no sítio do seu Manduca, ele divide igualmente nos cestos que ficam na carroça do burro Joca. Se ele colheu 528 espigas, quantas ficarão em cada cesto?

3 - Dona Mariana nasceu em 1962. Quantos anos ela tem hoje?

4 - Em média são colhidos 36 tomates de cada pé por semana. Se tiver 4 pés de tomates, quantos tomates serão colhidos semanalmente?

5 - Zizi completou 56 anos em 2019. Em que ano ela nasceu?

6 - Numa quitanda há 4 centenas e meia de melancias, 3 centenas e 7 dezenas de laranjas e 2 centenas de abacates. Quantas frutas há na quitanda?

7 - O senhor Manduca colheu 968 laranjas em seu sítio e resolveu embalar as laranjas em sacos com 4 unidades. Quantos sacos ele precisa para fazer isso? Vão sobrar laranjas não ensacadas? Quantas?

8 - Preciso distribuir 452 morangos em 3 caixas. Quantos morangos ficarão em cada caixa? Quantos morangos irão sobrar?

9 - Na fazenda do Sr. Nicolau há 44 cavalos e 160 bois. O Sr. Nicolau comprou mais 58 bois. Quantos bois há na fazenda?

10 - Julia tinha 1 centena de rosas. Deu 47 rosas a Isabela. Com quantas rosas Julia ficou?

11 - Uma granja recebeu 4 dúzias de galinhas. Já vendeu 2 dúzias e meia. Quantas galinhas ainda não foram vendidas?

       

LÍNGUA PORTUGUESA
PRODUÇÃO TEXTUAL:


Confecção de convite.

Convite
O convite, geralmente, é um texto destinado a pessoas conhecidas, como amigos e familiares. Nele estarão contidas informações (data, local, hora) a respeito de um acontecimento, uma festa ou até uma reunião.
Achei Portal do professor

TAREFA
OBSERVE O CONVITE E RESPONDA:

DO QUE SE TRATA ESTE CONVITE?
_______________________________________________________
QUEM É O ANIVERSARIANTE?
_______________________________________________________
QUANTOS ANOS ELA ESTÁ COMEMORANDO?
_______________________________________________________
ONDE SERÁ A COMEMORAÇÃO?
_______________________________________________________
QUEM É A CONVIDADA?
_______________________________________________________

Agora, vamos confeccionar um convite. Não se esqueça das informações necessárias de um convite.


MATEMÁTICA - JOGO


TRILHA DA BOA ALIMENTAÇÃO
Separar os alunos em trio para realizar o jogo da trilha.
Ganha quem conseguir mais alimentos para sua cesta!
 


ARTES

Giuseppe   Arcimboldo (Milão, 1527 — 11 de julho de 1593) foi um pintor italiano. Suas obras principais incluem a série "As quatro estações", onde usou, pela primeira vez, imagens da natureza, tais como frutas, verduras e flores, para compor fisionomias humanas. Agora, vamos realizar a releitura com recorte e colagem de uma das obras de Arcimboldo.


   
      Achei no pikuv


Recursos: Livro Camilão, o comilão, Atividade impressas,

Avaliação: Se dará através da realização e participação nas atividades

Este plano de aula foi feito tendo como base o Plano de aula da professora Luciane Lima, Escola Municipal Professora Etelvina, Telêmaco Borba, PR.

domingo, 2 de junho de 2019

PLANO DE AULA - Corda - Ensino Fundamental 3º Ano


PLANO DE AULA-  Corda -Ensino Fundamental 3º Ano

ÁREA DO CONHECIMENTO:
Educação Física
Arte
Língua portuguesa

CONTEÚDO:
Biografia e obra dos grandes mestres das artes plásticas.
Elementos básicos do desenho: Linha, forma, cor, ponto, textura, luz.
Princípios  básicos da composição: figura-fundo;representação das formas e figuras abstratas,formato da composição.
Desenvolvimento progressivo dos sistemas básicos do movimento corporal: Força, velocidade, coordenação, ritmo, flexibilidade, equilíbrio, agilidade, resistência.
Composição visual bidimensional (desenho, pintura)
Texto injuntivo Instrucional e procedimental

OBJETIVO:
Conhecer a biografia e obras dos grandes mestres das artes plásticas.
Explorar e reconhecer elementos constitutivos das artes visuais.
Observar e aplicar os elementos da composição nas produções realizadas.
Experimentar e fluir combinações de diferentes elementos da ginástica geral;
Utilizar estratégias para resolver desafios na execução de elementos básicos de apresentações coletivas de ginástica geral;
Reconhecer as potencialidades e os limites do corpo e adotando procedimentos de segurança.
Experimentar diferentes formas de expressão artística, fazendo uso sustentável de materiais, recursos e técnicas convencionais e não convencionais.
Produzir texto instrucional



DESENVOLVIMENTO:
Iniciar a aula com as atividades de rotina.

Biografia do artista plástico Ivan Cruz.

Ivan Cruz, artista plástico, nasceu em 1947 nos subúrbios do Rio de Janeiro, e brincava pelas ruas de seu bairro como toda criança.
Apesar de amante da Arte, enveredou-se pelo caminho do Direito e se formou em 1970, mas nunca deixando de lado a pintura, o que mostrou frequentando a Sociedade Brasileira de Belas Artes nos anos 60 e visitas constantes ao MAM e ao Museu Nacional de Belas Artes.
Em 1978 troca o sucesso financeiro do Rio pela beleza natural de Cabo Frio: o sol, o mar e seus frutos contagiam seu espírito.
No ano de 1986 resolve abandonar a advocacia e se dedicar integralmente à produção artística, e lembra que quando jovem, a primeira pintura que conheceu foi de Portinari em sua fase geométrica. A sua preocupação foi sempre com a criação. Sempre acreditou ser o ecletismo a sua unidade, querendo sempre criar e não copiar apenas.
Em 1990, se preparando para uma exposição em Portugal, Ivan Cruz pintou seus primeiros quadros com temas de sua infância, mais precisamente suas brincadeiras. Daí, o primeiro quadro da série Brincadeiras de Criança, nasceu na Praça Porto Roça – Cabo Frio, com o Título: ” Crianças na Praça”.
Passou a retratar em suas telas: piões, crianças pulando corda, jogando bola de gude, pulando amarelinha, soltando pipa, pulando carniça e muito mais… De 1990 até hoje, Ivan Cruz pintou mais de 500 quadros, retratando mais de 100 brincadeiras distintas, e chamou essa série de “Brincadeiras de Criança”, que cresceu de tal forma sua expressão e repercussão que se transformou em um projeto, pois passou a reunir em suas exposições não só os quadros, mas os brinquedos retratados, oficinas de brincadeiras e confecção de brinquedos, contadores de história, além de uma ambientação com músicas da época, como cantigas de roda.
                                           
Observe a obra acima e faça uma lista com o nome das brincadeiras que se fazem presentes nesta obra de Ivan Cruz.


BRINCADEIRAS DE CORDA
Há muitas brincadeiras divertidas para fazermos nas férias, feriados e horas livres e as brincadeiras com corda estão entre as mais divertidas. Além disso, também são ótimas para  treinar a coordenação motora e agilidade.
Pular corda é uma brincadeira tão antiga que é difícil saber qual a origem, mas há registros dessa brincadeira desde a antiga Grécia. De qualquer forma, o que temos certeza é que até hoje é uma brincadeira frequente entre as crianças, talvez por ser mais livre, sem muitas regras e com diversão garantida.

VAMOS BRINCAR?
Cabo de Guerra
Essa é outra brincadeira com corda que é clássica. Caso você não conheça, é a atividade em que os participantes (mínimo de 2) são divididos em times e cada um pega uma das extremidades da corda. No chão é feita uma marca que identifica o meio da corda. Ganha o time que conseguir puxar o outro até atravessar a marcação no chão. Descobri, outro dia, que dá até para irmãos de idades diferentes brincarem juntos!

Relógio
Uma criança fica no centro da roda com a corda e os outros participantes da brincadeira ficam em redor, formando um círculo. Quem está no meio gira a corda bem rente ao chão e os demais precisam pular a corda sem deixá-la encostar-se à perna ou pés.

 Fio elétrico
Na brincadeira, duas crianças esticam uma corda na altura do pescoço. As demais participantes devem passar por baixo dela, sem encostar-se à corda. Já na segunda rodada, as crianças que estão segurando a corda devem abaixá-la um pouco mais. Todos voltam a passar debaixo da corda, mas sem encostar. Na terceira rodada, abaixa-se mais. E assim por diante, ficando cada vez mais difícil não tocar a corda.

Chicote queimado
Crianças em círculo, uma no meio segurando uma corda por uma das pontas, essa deve girar a corda junto ao solo próximo aos pés dos colegas que devem pulá-la. Quem tocar na corda duas vezes  vai saindo e voltará para a brincadeira quando for trocado o aluno que está no meio.

“A criança que não brinca não é feliz, ao adulto que quando criança não brincou, falta-lhe um pedaço no coração”. (Ivan Cruz)
Agora é com você, faça a releitura desta obra.


PRODUÇÃO TEXTUAL
Hoje realizamos muitas brincadeiras com a corda, escolha uma e escreva um manual, explicando a alguém como se brinca.

AVALIAÇÃO: A avaliação ocorrerá através da participação nas brincadeiras, observações quanto ao desempenho e o ajuste rítmico dos jogadores e também na atividade de arte.
 A avaliação ocorrerá também, na construção do texto instrucional, observando através da participação, que os objetivos da aula vão sendo conquistados.

PLANO DE AULA - 3º ANO - Língua portuguesa Artes


PLANO DE AULA - 3º ANO

ÁREA DO CONHECIMENTO:
Língua portuguesa
Artes

CONTEÚDOS:
* Localização de informações em textos
* Deduções e inferências de informações
*Composição visual bidimensional

OBJETIVOS:
* Localizar informações explícitas em textos
* Identificar informações implícitas em textos
* Realiza composição visual bidimensional

DESENVOLVIMENTO
Iniciar a aula com  a rotina da sala de aula: oração, calendário, leitura de painéis: alfabeto, sílabas simples, sílabas com dificuldades.
Convidar os alunos a realizar a leitura do texto:

Álbum de família
Então
ele se sentou
num banquinho
ajeitou
o chapéu de feltro
colocou o filho
mais velho
ao seu lado
em pé
e se deixou fotografar.
Então
ela se sentou
no murinho
da casa
esticou o vestido
cobrindo os joelhos
sorriu
para a lente
e também
se deixou fotografar.
MELLO, Heitor Ferraz. Coisas imediatas (1996-2004).  Rio de Janeiro: 7 Letras, 2004. P. 79.

LEIA O POEMA E RESPONDA
1) Qual é o título da poesia?
R: __________________________________
2) Quem é o autor do poema?
R: __________________________________
3) Quais são os personagens da história?
R: __________________________________
4) Em sua opinião quem são ele e ela? Justifique sua resposta.
R: __________________________________
5) O que ele fez antes de tirar a foto?
R: __________________________________
6) O que ela fez antes de tirar a foto?
R: __________________________________
7) Faça uma ilustração do poema:


AVALIAÇÃO: a avaliação ocorrerá durante a realização da atividade.

Créditos - Texto acessaber

Link Within